sábado, 28 de junho de 2014

Rio em Chamas (filme manifestação)



Rio em Chamas é um filme-manifestação que fala da crise social por que passa a cidade do Rio de Janeiro e dos protestos públicos que se tornaram constantes desde meados de 2013. Como uma manifestação, é composto pelos múltiplos pontos de vista de seus vários realizadores, unindo testemunhos, ficção, registros documentais e animações, sem pretender apresentar uma visão totalizante dos acontecimentos que vêm se acumulando desde então, mas sim tomar parte deste momento.

Rio em chamas é um filme criado no calor do momento, na emergência dos acontecimentos. Capta os diversos climas que motivaram e motivam as manifestações que ocorrem na cidade desde de 2013, dando a elas legitimidade e se incluindo mesmo barco. Apresenta uma sequência de confrontos nas ruas, então temos imagens fortes de choque entre manifestantes e a policiais, um barulho inteligível, vozes misturadas, deixando evidente a agonia e o desejo por mudança. Tudo isso sai da tela e faz o telespectador se sentir no meio do conflito.

Dou destaque a truculência policial e a luta de profissionais por condições mais justa de trabalho. Foi pouco explorado a participação dos black clocs, o papel da mídia (leia-se TV abertas) que influenciavam por terem uma posição tendenciosa diante dos acontecimentos. Gostei bastante da atualidade que o filme apresenta com acontecimentos recentes e imagem que não foram divulgados pela grande mídia.

O projeto do Rio em chamas é relevante por ser um coletivo formado de segmentos heterogêneos e por usar e incluir o cinema nas manifestações. No entanto, o filme não apresenta novas perspectivas ou propostas reflexivas e as imagens não apresenta nenhum material original, tendo em alguns momentos um aspecto familiar.





Assista o filme completo