sexta-feira, 17 de julho de 2009

Construindo o REAL

Realidade noção que cada um tem de algo que é seu.
O que real para mim talvez não seja para você.
Se um fato é contado por mim ele tem um pouco de minha realidade, assim como uma versão do mesmo fato terá contado por você.
Entender a realidade?!
Não é preciso se deve vive-la através de seu mundo. Se algo será real ou não você pode decidir. Mas cuidado temos um dominador que diz o que pode ser real ou não.
Mas a decisão final é sua. Cuidado toda ação tem uma reação. Viver algo real pode ser perigos, até mais do que parece.
Temos de infinitas realidades, pois ninguém é igual, quem eles pensam que são para decidir por nós o que é real. Confie sempre desconfiando, relativize, pense.
Afinal o mundo é seu e só você dirá o que pode ser real, as vezes nos priva de muitos sofrimentos como o contrario pode acontecer.
Viva a sua realidade.

Daniel Carvalho (EU)

terça-feira, 14 de julho de 2009

A loucura persegue-me

O que é ser louco hoje?
Num sei mais nos últimos dias a frase que tenho mais ouvido é: - você ta meio louco?
Minha resposta é: - não, é que sou assim mesmo.
Mas no fundo me pergunto será que estou ficando maluco ou são eles que não estão mais dentro da normalidade?
Sem querer complicar, o que é normalidade? E loucura?
Por que devemos está sempre dentro de determinados limites, de normas e principalmente para que está sempre a mercê da opinião alheia.
Sei que não vivemos sozinhos. E que a sociedade forma o homem, mas que tipo de homem é esse que vive preso a uma realidade na qual ele deve se enquadrar. Onde está a liberdade?
A liberdade de podermos fazer o que desejo sem ser questionado, sem que ninguém fale que você está ficando louco, quando na verdade você só está buscando conhecer e entender o “mundo”.

domingo, 12 de julho de 2009

Novo blog

hOlá, esse blog destina a expressar opiniões sobre assuntos diversos do cotidiano, meu, do mundo e às vezes dos meus pensamentos. Espaço aberto para amigos e inimigos. Aqui buscarei mostrar as dicotomias que a vida nos força a ter.
Buscando interpretar os fatos noticiados de forma a desconstrução deles, pois não estou aqui para aceitar verdades prontas.
Pode se tornar chato, mas o blog será uma válvula de escape para minhas aflições.